Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

domingo, 30 de outubro de 2011

Comunidade britânica concorda com mudanças de regras de sucessão



000_Hkg5518732.jpg
 
Os 16 países membros da Commonwealth (Comunidade Britânica), que têm a rainha Elizabeth como chefe de Estado, concordam com a mudança nas regras de sucessão ao trono da Inglaterra, com o objetivo de acabar com primazia masculina de acesso à coroa, anunciou o primeiro-ministro britânico David Cameron.

Estas mudanças possibilitarão também que o herdeiro real possa se casar com uma católica, sem renunciar à coroa. "Terminaremos com a regra da descendência masculina e no futuro a ordem de sucessão será simplesmente determinada pela ordem de nascimento", acrescentou Cameron em Perth (sudoeste da Austrália), onde é realizada a 21ª reunião da Commonwealth. O primeiro filho do príncipe William e de sua esposa Catherine pode herdar o trono, seja qual for seu sexo.

"Eliminamos a regra que indica que quem se casar com uma católica não poderá ser monarca", acrescentou Cameron em uma coletiva de imprensa. Cameron tem o apoio político para fazer as mudanças, mas precisa da aprovação dos outros 15 países da Commonwealth, incluindo Canadá, Austrália, Nova Zelândia e pequenas nações do Caribe e do Pacífico.

As autoridades britânicas mostraram-se até agora reticentes em revisar as regras de sucessão por medo de que a reforma alimentasse os movimentos antimonárquicos. Mas o tema voltou à tona com o casamento em abril do príncipe William, segundo na ordem de sucessão ao trono, e as comemorações no próximo ano dos sessenta anos de reinado de Elizabeth II, dois acontecimentos que podem gerar apoios, segundo especialistas.

Fonte: Istoé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas