Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Buffon brilha, Del Piero desencanta, e Juve vence clássico contra o Inter


Dois dos principais nomes da história do Juventus, que não abandonaram o clube nem nos difíceis momentos em que a Velha Senhora disputou a Segunda Divisão do Campeonato Italiano, foram as principais atrações de um clássico emocionante e muito disputado, neste domingo, em Turim. Nos primeiros 45 minutos, Buffon segurou o ataque do Inter de Milão. Nos finais, Del Piero saiu do banco para marcar o seu primeiro gol no Calcio e decretar a vitória da equipe da casa sobre um de seus grandes rivais, o Internazionale, por 2 a 0 (assista aos gols no vídeo abaixo), na Arena Juventus.


Se uma vitória em um clássico é sempre boa, a deste fim de semana foi ainda melhor para o Juve. Afinal, o time precisava dos três pontos para não deixar o Milan se distanciar na liderança do Italiano após o término desta 29ª rodada. Invicta na competição, a Velha Senhora chega aos 59 pontos com o triunfo, a apenas quatro dos rossoneri. Na próxima rodada, o Juve tem confronto complicado: o time vai receber o Napoli, enquanto o Milan pega o Catania fora de casa.
Del Piero voltou a ser decisivo para o Juventus, após ter marcado contra o Milan pela Copa (Foto: Agência Efe)Del Piero voltou a ser decisivo para o Juventus, após ter marcado contra o Milan pela Copa (Foto: Agência Efe)
Buffon segura o empate
O currículo de Gianluigi Buffon fala por si só. Duas vezes melhor goleiro do mundo, três da Europa, bicampeão italiano, campeão europeu com o Parma, campeão mundial com a seleção da Itália... E tanto sucesso não vem à toa, como o arqueiro, já aos 34 anos, provou neste domingo. Buffon foi o grande nome dos 45 minutos iniciais do clássico entre Juventus e Inter de Milão em Turim.
Buffon fez grandes defesas e salvou o Juventus (Foto: Agência Efe)Buffon fez grandes defesas e salvou o Juventus no
clássico (Foto: Agência Efe)
É bem verdade que os biaconeri tiveram mais posse de bola e dominaram o jogo, porém como não conseguiam traduzir a superioridade em chances, acabaram precisando - e muito - da experiência e do talento de seu goleiro para não saírem atrás do placar. Buffon fez defesas espetaculares neste confronto. Logo aos 13 minutos, ele começou seu show particular. Maicon, voltando de lesão, deu ótimo passe para Milito, que saiu na cara do gol e chutou forte, mas não superou o arqueiro.
Aos 28, mais um milagre: de novo Maicon cruzou, agora pelo alto, e dessa vez foi Forlán quem deu pinta de que iria abrir o placar, de cabeça, porém parou nas mãos de Buffon. Três minutos depois, Milito recebeu mais uma ótima enfiada, agora de Stankonvic, e bateu cruzado. Mas adivinhe quem estava lá, novamente, para impedir o gol nerazzurri: Buffon, que ainda salvaria mais dois chutes de Stankovic de fora da área, aos 35 e aos 39.
O despertar de um ídolo: Del Piero
Ciente de que só não estava perdendo graças à grande atuação de Buffon, o Juventus percebeu que precisava criar mais oportunidades de gol no segundo tempo. Por isso, o técnico bianconero Conte colocou Alessandro Del Piero em campo. Quatro minutos depois, a mudança fez efeito. O Juve abriu o placar aos 11, com Cáceres, de cabeça, escorando cruzamento da direita, sozinho na área do Inter de Milão.
O gol abateu os nerazzurri e empolgou os donos da casa. Aos 24, Vucinic perdeu chance cara a cara com Júlio César, mas no minuto seguinte Del Piero não perdoou. O atacante, que não está muito em alta com a comissão técnica porém ainda é ídolo do torcedor do Juventus, recebeu um passe milimétrico de Pepe e bateu com categoria na saída de Júlio César para ampliar: 2 a 0, no primeiro tento do atacante nesta edição do Campeonato Italiano, do qual foi artilheiro (com 21 gols) na temporada 2007-2008.
E o placar só não foi mais elástico porque Quagliarella, aos 32 minutos, perdeu um gol "à la Deivid". Chiellini fez linda jogada, driblou dois zagueiros e rolou para o atacante, que dentro da pequena área, chutou fraco e viu Maicon, de carrinho, evitar o terceiro. Aos 39, Júlio César deu uma de Buffon e fez defesa espetacular após cabeçada de Chiellini. Assim, o confronto se manteve com o mesmo resultado, para delírio da torcida do Juve, que cantou muito e deu "olé" nos últimos minutos.
A Velha Senhora segue firme na briga pelo Scudetto.
Juventus e Inter fizeram partida equilibrada, mas com vantagem dos bianconeri (Foto: Agência Efe)Juventus e Inter fizeram partida equilibrada, mas com vantagem dos bianconeri (Foto: Agência Efe)Fonte: globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas