Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

domingo, 28 de agosto de 2011

Com exibição de gala, ‘Spider’ comanda show brasileiro



 
                                                                      Foto: Wander Roberto/UFC 

Anderson 'Spider' Silva comemora vitória sobre Yushin Okami 

No UFC 134, na Arena HSBC, no Rio de Janeiro, quem fez a festa foi o público, brindado com grandes combates e um show à parte de Anderson Silva. O ‘Spider’, nome da noite, correspondeu à expectativa ao nocautear o japonês Yushin Okami no segundo round, mantendo o cinturão dos pesos médios. 

Anderson foi o grande 'showman' da noite, mas outros brasileiros considerados astros do MMA mundial também fizeram bonito. Mauricio Shogun Rua liquidou o norte-americano Forrest Griffin com nocaute, enquanto Rodrigo Minotauro, depois de um período afastado por lesão, retornou ao octógono em alta, batendo – literalmente – o favorito Brendan Schaub, também por knockout. 

A vitória de Anderson Silva sobre Okami fechou de forma mais que positiva o UFC 134, que para o público brasileiro será inesquecível. A consagração do ídolo, a boa performance dos demais astros brasileiros e o surgimento de novos nomes como Edson Júnior e Rousimar Toquinho. Tudo caminhou em sintonia perfeita com a impecável organização do evento. E claro, com a participação constante do público, cada vez mais fã do MMA.

Anderson Silva soberano em revanche

Derrotado por Yushin Okami em luta polêmica em 2006, Anderson Silva subiu ao octógono parecendo prever o resultado final. Nem mesmo o bom início do adversário, que chegou a pressionar o brasileiro no córner, serviu para tirar a tranquilidade de ‘Spider’. Aos poucos, Silva foi dominando o combate e mostrando que a revanche seria uma questão de tempo. 
 
                                       Foto: Wander Roberto/Divulgação UFC 

Anderson Silva soca o indefeso Yushin Okami na vitória por nocaute 

Depois de um primeiro round equilibrado, o ‘Spider’ voltou com tudo para o segundo. Logo aos 2min04, ele acertou o japonês com dois socos que levaram o adversário ao chão. Inerte e sem defesa, Okami foi presa fácil para Anderson, que conseguiu o nocaute com uma sucessão de golpes, até a luta ser interrompida pelo árbitro, confirmando a vitória do ídolo brasileiro. 

Depois de receber o cinturão das mãos do presidente do UFC, Dana White, o corintiano Anderson Silva, ovacionado pela torcida, foi de poucas palavras – até porque estava mais preocupado em comemorar. Mas destacou o árduo treinamento ao lado de feras como Minotauro e Minotouro e Júnior Cigano. E ainda usou uma frase do capitão Nascimento para imortalizar a vitória: ‘Senhores, nunca serão, jamais serão.” 
Minotauro emociona brasileiros com vitória por nocaute 

Sem lutar há um ano e meio por causa de uma série de lesões, Antônio Rodrigo Nogueira mostrou, mais uma vez, que sua brilhante história no MMA é escrita por meio da superação. Mesmo com apenas três meses de treino, ele nocauteou o americano Brendan Schaub no primeiro round e mostrou que o rei das finalizações também tem punhos de aço. 

No início do combate Schaub foi para cima de Minotauro controlando a distância do oponente com uma sequência de jabs. O brasileiro seguiu pacientemente a estratégia esperando a chance certa para mandar o adversário para o chão. Contudo, o americano se defendeu bem e escorou na grade para escapar da queda. Dessa forma, Rodrigo Nogueira surpreendeu com um boxe afiado, acertou Brendan com um cruzado de direita e com uma série de golpes levou apagou o americano que sucumbiu de cara no chão. 

"Tive três meses para treinar, mas só aceitei essa luta por causa de 
vocês. É a minha primeira luta em casa, valeu gente", disse Minotauro após a vitória. 
 
                                       Foto: Wander Roberto/Divulgação UFC 

Público lotou a Arena HSBC e acompanhou um grande evento
 

Shogun ‘marreta’ Griffin e conquista revanche 

Mais um momento emocionante do card principal estava por vir quando foi anunciada a luta entre Maurício Shogun Rua e Forrest Griffin, grande confronto entre dois ex-campeões dos meio-pesados. O combate marcava a revanche pedida há anos por Shogun, derrotado por Griffin em sua luta de estreia no UFC.
 

Apesar de vir de derrota para Jon Jones, Shogun era o favorito da luta - e fez jus às expectativas. Aliás, foi além. Derrotou o americano aos 3 minutos e 7 segundos do primeiro round. O combate começou com muito estudo e respeito por parte de ambos os atletas, mas com mais iniciativas de Griffin. Apesar de se movimentar mais, o lutador americano desferiu golpes com pouca contundência, sempre respondidos por Shogun. Os contragolpes do curitibano, porém, eram mais eficazes, como um upper seguido de joelhada, que abalou Griffin. 

Em dado momento da trocação, um direto certeiro de Shogun foi sentido pelo americano, que se desequilibrou em seguida, caindo no octógono. O curitibano aproveitou rapidamente para trabalhar o ground and pound, distribuindo uma sequência feroz de 'marretadas' que fizeram com que o árbitro interrompesse a luta. Mais um nocaute técnico de um brasileiro dava a tônica da noite. Um dos maiores nomes do MMA mundial, Shogun levou a arena à loucura, provando que pode recuperar o cinturão e deixando o cage consagrado pelos gritos em coro: "o campeão voltou!". 

Fonte: blog Nocaute

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas