Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

sexta-feira, 6 de junho de 2014

CIA não confirma nem desmente que está no Twitter

Reprodução/Twitter/cia
CIA não confirma nem desmente que está no Twitter
"Não podemos confirmar nem desmentir que este seja nosso primeiro tweet", diz mensagem
Washington - A Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) lançou nesta sexta-feira sua conta no Twitter com um toque de humor: "Não podemos confirmar nem desmentir que este seja nosso primeiro tweet", diz a mensagem.

Com esta piada sobre seu proverbial hermetismo, a maior agência de espionagem do mundo abriu hoje a conta pública @cia, após anos de ausência na rede social, muito popular entre instituições nos Estados Unidos.
Em seu perfil, a agência se define como a primeira linha de defesa dos EUA e garante: "Alcançamos o que outros não podem conseguir e vamos onde outros não podem ir".
Com este movimento a CIA procura se aproximar do público fora de seu site e das contas oficiais que já mantém no Flickr e no YouTube, explicou a agência em comunicado.
Com a expansão para as redes sociais como Facebook e Twitter, a CIA "será capaz de interagir mais diretamente com o público e dar informação sobre a história da missão da CIA e outros assuntos", explicou o diretor John Brennan.
Brennan afirmou que a CIA tem "importantes conhecimentos para compartilhar".
"Queremos nos certificar de que a informação não confidencial da Agência estará mais acessível para o público americano, ao qual servimos, em consonância com nossa missão de segurança nacional", explicou.
A CIA continuará com a publicação de notícias, declarações e dados de oportunidades de emprego em seu site e no World Factbook, uma ferramenta para divulgar dados sobre a geografia e situação política dos países em todo o mundo.

Fonte: Exame.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas