Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

domingo, 1 de julho de 2012

5 famílias formadas por pessoas geniais


O biólogo inglês Thomas Henry Huxley morreu no dia 29 de junho 1895, 117 anos atrás. Além de ser um amigo próximo de caras como Charles Darwin, Huxley é conhecido por ser de uma família ~pra lá de genial~. Um de seus netos, por exemplo, é ninguém menos que o escritor Aldous Huxley, autor de “Admirável Mundo Novo”. Diante de tanta notoriedade, resolvemos contar a história dos Huxley e de outras quatro famílias cheias de pessoas geniais de verdade. Coincidência ou genética? Leia para tirar suas conclusões:
1. Os “Huxley”
Thomas Henry huxley famílias geniais
O patriarca: O biólogo que serviu de inspiração para esta lista foi um dos cientistas mais influentes da Inglaterra no século 19. Conhecido como “Buldogue de Darwin” (“Darwin’s Bulldog”) por sua amizade com o naturalista e por sua defesa da teoria da evolução, Thomas Henry Huxley também é o responsável por cunhar o termo “agnóstico” – que ele criou para descrever a si próprio como um homem que não acreditava em Deus, mas não descartava sua existência.
Os descendentes: Thomas é pai do escritor Leonard Huxley que, por sua vez, teve três filhos geniais: o zoólogo Julian, o fisiologista e ganhador do Prêmio Nobel de Medicina Andrew Fielding, e o escritor Aldous Huxley, autor do clássico “Admirável Mundo Novo”.
2. Os “Curie”
Marie Curie famílias geniais
O patriarca e a matriarca: O casal de físicos franceses Pierre e Marie Curie (na foto acima) foi pioneiro nos estudos sobre radioatividade. Em 1903, os dois foram premiados com o Prêmio Nobel por isso. Além disso, Marie foi a primeira pessoa a ser honrada com dois Prêmios Nobel em diferentes categorias: ela ganhou um em Física e um em Química. Como se já não fosse suficiente, Marie também foi a primeira professora mulher da Universidade de Paris.
Os descendentes: A filha do casal, a pesquisadora francesa Irène Joliot-Curie, não fica pra trás. A cientista também ganhou um Nobel: em 1935, na área de Química por sua descoberta da radioatividade artificial. Com isso, a família Curie é a mais premiada pelo Nobel. Como se não bastasse, os dois filhos de Iréne, Hélène e Pierre, também são estimados pesquisadores.
3. Os “Darwin”
Charles Darwin famílias geniais
O patriarca: O senhor da foto acima, Charles Darwin, dispensa apresentações, não? Mas o que nem todo mundo sabe é que a família do naturalista também esbanjava genialidade. Dá uma olhada:
Os descendentes: Darwin casou com sua prima Emma Wedgeood e teve dez filhos, dos quais 3 morreram na infância. Entre os sobreviventes, três se tornaram membros da “Fellowship of the Royal Society”, honra concedida apenas para os mais eminentes cientistas, engenheiros e tecnólogos do Reino Unido. São eles: o astronômo George Howard Darwin, o botânico Francis Darwin e o engenheiro civil Horace Darwin. Outro filho importante foi Leonard Darwin, soldado, político, economista, eugenista e mentor do estatístico Ronald Fisher. Além disso, Darwin também era primo de Francis Galton, um famoso intelectual inglês. Foi Galton que iniciou a meteorologia científica e criou o primeiro mapa climático. Galton também era antropólogo, eugenista, explorador, geógrafo, estatístico, entre outras coisas.
4. Os “Leakey”
Louis Leakey famílias geniais
O patriarca e a matriarca: O antropólogo queniano Louis Leakey (na foto) chocou a comunidade científica quando afirmou, com base nas teorias de  Darwin, que o homem pode ter surgido na África e de lá ter-se espalhado pelo mundo. Leakey provou o que disse ao descobrir, no continente africano, o primeiro fóssil do Homo habilis. Sua esposa e parceira de escavações, Mary Leakey, também é genial: ela desenterrou o Australopithecus boisei em 1959 e concluiu que o homem andava sobre duas pernas há 3,5 milhões de anos, muito antes do que se supunha até então. Já estava bom para uma família só, não? Mas tem mais.
Os descendentes: O filho do casal, Richard, que rejeitava o ofício dos pais e só queria ser guia de safáris, literalmente esbarrou numa mandíbula de australopiteco em 1963. Virou antropólogo e não se arrependeu. Em 1967, ele e sua equipe desenterraram mais de 400 fósseis de antepassados do homem no Lago Turkana, na Etiópia. Em 1994, a mulher de Richard, Meave Leakey, comprou uma briga com a sogra (que morreria em 1996) ao descobrir que o homem andara sobre duas pernas há 4 milhões de anos – 500 000 anos antes do que supunha Mary Leakey.
5. Os “Humboldt”
Alexander von Humboldt famílias geniais
O patriarca: Alexander Georg von Humboldt foi um proeminente major do exército prussiano. Mas a genialidade da família fica por conta de seus dois únicos filhos: Wilhelm e Alexander (na foto acima).
Os descendentes: Wilhelm von Humboldt foi filósofo e diplomata prussiano. Entre seus feitos mais famosos estão “apenas” a fundação da Universidade de Berlin, que inclusive leva seu nome, e a sua gestão como ministro da educação, que serviu de modelo para países como o Japão e os Estados Unidos. Seu irmão mais novo, Alexander von Humboldt, foi um famoso geógrafo, naturalista e explorador da época. Seu extenso trabalho sobre geografia botânica foi um dos responsáveis por criar as bases para o campo conhecido hoje como biogeografia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas