Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

RJ: americano dá calote em hotel e deixa dívida de R$ 15 mil


Um americano foi preso nesta quarta-feira (9) depois de sair de um hotel em Copacabana, na Zona Sul do Rio, sem pagar a conta. Ele deixou uma dívida de quase R$ 15 mil, sendo R$ 6 mil só em caipirinha, conforme mostrou o Bom Dia Rio.

O americano Robert Scott, de 63 anos, foi preso no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, na Ilha do Governador, pouco antes de embarcar. Ele ficou hospedado por 13 dias em um hotel na Avenida Atlântica, com vista privilegiada para o mar.

A conta de Scott seria fechada nesta quinta-feira (10), mas o americano deixou o hotel um dia antes. Na delegacia, ele disse que o cartão de crédito havia sido cancelado e que por isso não podia pagar a conta. Além disso, contou ter problemas no coração e teria antecipado a viagem para um tratamento.

"Ele alega também que tem problema cardíaco com sete pontes de safena e por isso precisava fazer um tratamento rápido, o que contradiz com tudo o que ele fez no Brasil, que foi consumir bebida alcoólica em demasia", disse o delegado Alexandre Magalhães.
O caso foi levado para o Consulado Americano, que entrou em contato com a família de Scott nos Estados Unidos para negociar o pagamento da conta. Segundo a polícia, ele assinou um termo de compromisso com a Justiça brasileira garantindo que voltará ao Brasil para futuros esclarecimentos.
Ainda de acordo com a polícia, o americano será indiciado pelo crime de fraude.
 
Fonte: Portal G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas