Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Mulheres se perdem mais do que homens


Eles têm um senso de direção melhor do que elas, é verdade. Isso não é papo machista. E também não tem nada a ver com processo de evolução – aquela velha desculpa pra tudo, desde infidelidade masculina até preguiça de limpar a casa.  A culpa é dos hormônios. Mais precisamente da testosterona. Ela faz com que eles se percam menos no caminho de volta pra casa – ou pra qualquer outro lugar.
Psicólogos da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, analisaram 35 estudos já existentes sobre habilidade espacial em humanos e animais, como cavalos, ratos, ratazanas, macacos, etc. E perceberam que, sim, os machos geralmente têm melhor senso de direção do que as fêmeas.
Mas descartam a possibilidade disso ser um resultado positivo do processo evolutivo. “Há muitos buracos nesta teoria. Pense: somente os homens que sabiam o caminho de volta eram bem sucedidos. Eles teriam filhos e, logo, passariam esses genes para todos, inclusive para mulheres”, diz Justin Rhodes, um dos autores da pesquisa.
Eles acreditam que, na verdade, o senso de direção aguçado é um dos efeitos colaterais dos altos níveis de testosterona – tipo barba e voz grossa. Aliás, segundo a pesquisa, estudos já comprovaram que aumentar o nível de testosterona nas mulheres faz com que elas se localizem melhor.
Quem se interessar pela explicação do próprio pesquisador, com desenho e tudo mais, é só dar uma olhada nesse vídeo aqui:
Crédito da foto: flickr.com/vouterismanos
Fonte: super.abril.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas