Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

domingo, 7 de abril de 2013

FILOSOFIA HINDU: O QUE REPRESENTA?


Sila Tarot: O Hinduismo


O Hinduísmo é uma das religiões mais antigas, senão a mais antiga do mundo – alguns dos seus manuscritos sagrados são de 1400 a 1500 A.C. Também é uma das religiões mais diversas e complexas, possuindo milhões de deuses (monoteísta). Os hindus possuem uma grande variedade de crenças básicas e contêm muitas seitas diferentes. Apesar de ser a terceira maior religião do mundo, o Hinduísmo existe primeiramente na Índia, Nepal e em menor escala em alguns países ao redor.

Os textos principais do Hinduísmo são: Veda (considerado o mais importante),
O conteúdo dos Vedas é composta em quatro volumes. Os primeiros registos em papel surgiram por volta do século 2 a. C, mas antes disso eram transmitidos oralmente.

Existem também os textos: Upanishadas, Mahabharata e o Ramayana. Todas essas escrituras contêm hinos, encantamentos, filosofias, rituais, poemas, e histórias nas quais os hindus baseiam suas crenças. Outros textos usados pelo Hinduísmo são os Brahmanas, Sutras e os Aranyakas. Os Upanishads são partes das escrituras sagradas hindus que tratam de filosofia e meditação, além de debates de cunho religioso.Os cultos às divindades são separados e distintos, como se fossem cultos monoteístas.


Sila Tarot: O Hinduismo



Apesar de o Hinduísmo ser conhecido como uma religião politeísta, com cerca de 330 milhões de deuses, também tem um "deus" que é supremo: Brahma. Acredita-se que Brahma seja uma entidade que habita em toda área da realidade e existência, por todo o universo. Acredita-se que Brahma seja um Deus impessoal que não pode ser conhecido e que ele existe em três formas separadas: Brahma—Criador; Vishnu—Preservador e Shiva –Destruidor.

Essas "facetas" do Brahma são também conhecidas através de muitas encarnações de cada uma. É extremamente difícil descrever a teologia hindu exactamente, já que praticamente todo sistema de teologia é influenciado de uma forma ou outra pelo Hinduísmo. Existem também como Deuses principais, além de Brahma, Vishnu (deus do sol) e Shiva (deus das tempestades). Os deuses com mais culto são Brahma, Vishnu, Shiva, Kali, Durga, Shakti, Ganesh (o deus-elefante), Rama, Parvati, Garuda, Sita, Uma, Nandi, Durga, Matsia e outros.


O hinduísmo é chamado de Sanātana Dharma por seus praticantes, expressão que quer dizer “a eterna dharma” – algo como “a eternal lei”.

Apesar de não possuir uma formulação teológica unificadora, o hinduísmo possui diversos elementos que dão unidade à seus dogmas e suas crenças. Um deles é justamente o respeito aos Vedas.


Os hindus não tem uma formula para suas orações. Em outras palavras, não existe uma“forma hindu de orar”. Mas todos fecham os olhos durante as orações, para que os sentidos fiquem voltados apenas para o seu mundo interior.


O símbolo do hinduísmo (equivalente à Estrela de Davi para os judeus e a cruz para os cristãos é o Om – forma escrita do principal mantra hindu. (O Om é a imagem no início do texto). Um dos princípios da religião hindu é a crença no carma (o princípio moral de causa e efeito), no atman (a natureza da alma), no dharma (deveres da pessoa perante a sociedade) e no samsara (reencarnação).






O Hinduísmo também tem uma visão diferente da humanidade. Porque Brahma é tudo, o Hinduísmo acredita que todos são divinos. Atman, ou cada ser, é um com Brahma. Toda realidade fora do Brahma é considerada uma simples ilusão. O objectivo espiritual de um hindu é tornar-se um com o Brahma, deixando então de existir em sua forma ilusória de "ser individual". Essa liberdade é conhecida como “moksha”.


Sila Tarot: O Hinduismo



Até o estado “moksha” ser alcançado, o hindu acredita que essa pessoa vai continuar reencarnando para que possa trabalhar em se tornar a auto-realização da verdade (a verdade de que apenas Brahma existe, nada mais). A forma em que cada pessoa reencarna é determinada pelo Carma, o qual é um princípio de causa e efeito governado pelo equilíbrio da natureza. O que uma pessoa fez no passado afecta e corresponde com o que acontece no futuro, incluindo o passado e o futuro de diferentes vidas.


Curiosidades:
Casamento Hindu:

Dependendo da região, os rituais do casamento na Índia, podem variar de acordo com cada lugar de um país. Mas, de uma maneira geral, inicia-se com um ritual chamado vagdanam, que significa entrega da palavra. Depois passa-se à invocação da felicidade, ou seja vivaha. Este é o mais importante dos rituais hindus. 

A religião hindu dá grande importância ao casamento, pois considera-se que a vida em família é o estado natural dos seres humanos, e onde temos mais chance de sermos felizes e realizar as nossas mais altas aspirações. Isso acontece porque, assim como os seres vivos dependem do ar para respirar, da mesma forma a sociedade depende das famílias para existir.

O ritual aqui descrito corresponde à forma como os casamentos são feitos dentro do hinduísmo. No entanto, há muitos rituais de casamento na Índia, que variam de acordo com a região, a cultura e os costumes de cada uma das etnias. 

O casamento hindu consiste numa série de rituais altamente simbólicos e profundos. Um desses grupos visa consagrar a união entre os noivos. Fazem parte deste grupo unir as mãos, colocar a grinalda de flores no amado, tocar o coração, entre outros. Outros rituais têm como objectivo invocar felicidade, paz, prosperidade e fertilidade para o matrimónio. Finalmente, como o casamento é um dos mais importantes rituais de passagem da nossa vida, fazem-se alguns rituais simbólicos para afastar influências negativas que possam assombrar a felicidade e a paz do casal. À noiva é reservado um tratamento muito especial, já que ela ocupa o lugar central na estrutura familiar.



Sila Tarot: O Hinduismo

 

O vivaha não é um contrato, mas a sacralização de uma união baseada no amor, no carinho, na confiança e no respeito. O casamento não é visto como a simples união de dois elementos. Existe uma força que está presente no casamento, que é o terceiro elemento da união. Essa força chama-se dharma, que significa em sânscrito "aquilo que mantém unido". O dharma é a força que sustenta a ordem natural das coisas, aquilo ao que nos mantemos essencialmente fiéis.

Sila Tarot: O HinduismoSila Tarot: O Hinduismo


 
Outro princípio básico do hinduísmo (embora não-obrigatório) é a peregrinação aos locais sagrados da religião, como a cidade de Varanasi e o rio Ganges. O rio Ganges (ou Ganga, para os hindus) nasce no Himalaia e possui 2.510 Km de extensão. É considerado sagrado para o hinduísmo e representa a deusa Ganga. Existem diversas cidades sagradas no hinduísmo, mas a principal é Varanasi (também conhecida como Benares), no Estado de Uttar Pradesh. Os hindus acreditam que Varanasi foi fundada por Shiva há mais de 5.000 anos.





Uma das características do hinduísmo é o culto à vacas. Acredita-se que ele seja tão antigo quanto os Vedas (algo em torno de 1.500 a. C.). As vacas são consideradas superiores aos brâmanes, a casta mais elevada do sistema indiano. Elas podem circular sem ser incomodadas pelas cidades, apesar de nem todos os indianos concordarem.
 
 



 
O nascimento, o casamento e a morte são eventos carregados de rituais. Os mortos são normalmente cremados em cerimônias públicas e suas cinzas lançadas no rio Ganges. O fogo tem um significado ritual muito forte. Os hindus acreditam que, durante a cremação, o deus do fogo purificará o cadáver e libertará sua alma.




 Rituais:

Nascimento

Quando nasce um bebê hindu, ele é ritualmente lavado e a palavra sagrada "OM" é escrita com mel em sua língua. Outro importante ritual é o de dar o nome ao bebê, ou namkaran.

Casamento

A cerimônia de casamento hindu pode durar até 12 dias, com festas, danças e rituais religiosos. O principal ritual acontece à noite. O casal anda em volta de um fogo sagrado e dá sete passos, cada um simbolizando um aspecto de sua vida a dois.

Morte

Os hindus tradicionalmente são cremados em uma pira aberta, acesa pelo filho mais velho do falecido. Os ossos são jogados na água, para purificá-los e libertar o espírito da pessoa.

Fonte: www.silatarot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas