Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Pesquisadores usam células da gengiva para criar dentes em laboratório


Uma equipe de cientistas da King’s College de Londres afirma que conseguiu criar dentes em laboratório com uma técnica que pode parecer inusitada: eles combinaram tecido epitelial da gengiva de seres humanos adultos com células mesenquimais de ratos. Nos humanos, as células mesenquimais funcionam como as células tronco – e podem dar origem a diversos tecidos, como músculos, ossos e cartilagens.
De acordo com os pesquisadores, as células mesenquimais foram cultivadas para instruir as células epiteliais a “construírem” um dente. Depois disso, a combinação de células foi implantada na boca dos ratos, onde cresciam dentes híbridos de humano e rato (!).
Outros estudos já demonstraram que pequenos pedaços do tipo certo de células transportadas para a mandíbula podem desenvolver dentes funcionais. Os cientistas agora buscam uma fonte acessível de células mesenquimais humanas para que a técnica possa ser usada em clínicas, segundo Paul Sharpe, o professor que liderou a pesquisa.
“O próximo grande desafio é identificar uma forma de cultivar células mesenquimais humanas para serem indutoras de dentes, já que por enquanto só conseguimos fazer isso com células mesenquimais embrionárias”, afirmou Sharpe em entrevista ao site da BBC.
A pesquisa foi publicada no Journal of Dental Research.
Via Neatorama
Fonte: http://super.abril.com.br/blogs/supernovas/2013/03/12/estudo-combina-celulas-de-seres-humanos-e-de-ratos-para-fazer-crescer-dentes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas