Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Jogo faz aluno experimentar o mundo do trabalho

Marina Morena Costa
Ao atuar em parceria com o Instituto de Formação Industrial (ITI), uma ONG indiana focada em estudo e aprendizagem percebeu que os jovens desistem ou mudam de emprego com muita frequência. Uma das razões é a falta de contato adequado com as possibilidades do mundo do trabalho quando estão prestes a ingressar nessa nova etapa. Pensando em como resolver este problema, a Quest Alliance criou o game de estratégia Career Quest para professores trabalharem em sala de aula com estudantes acima de 16 anos. No jogo de tabuleiro, os alunos assumem o papel de gerentes de fábricas concorrentes. Vence quem tiver a maior pontuação em “produção”.
Career Quest: objetivo do jogo não é ajudar alunos a escolher suas carreiras, e sim fazer com que eles recebam uma melhor compreensão do mundo do trabalho
Career Quest: objetivo do jogo não é ajudar alunos a escolher suas carreiras, e sim fazer com que eles recebam uma melhor compreensão do mundo do trabalho
Para conquistar esses pontos, os alunos devem gerenciar de maneira eficiente o ciclo de produção de sua fábrica, com o objetivo de maximizar a produção. Entre as tarefas dadas, os estudantes têm que contratar empregados, treinar profissionais não-qualificados, tomar decisões estratégicas no momento certo e gerir recursos de forma inteligente. Tudo isso ao mesmo tempo em que constroem e montam produtos.
“O objetivo do jogo não é ajudar alunos a escolher suas carreiras, e sim fazer com que eles recebam uma melhor compreensão do mundo do trabalho. Os alunos têm compartilhado que o jogo tem sido bem-sucedido em capturar sua atenção para temas ‘duros’”, conta Nikita Bengani, gerente de programas da Quest Alliance em entrevista por email ao Porvir.
O tabuleiro é inspirado no layout de uma fábrica. Na medida em que avançam, os jogadores recebem cartões com diferentes perfis de trabalhadores, esboços e partes dos produtos, e recursos para a construção. Vários eventos acontecem na fábrica ao longo do jogo, que dificultam ou ajudam o trabalho do gestor.
As ilustrações e exemplos utilizados fazem parte do contexto de fábricas que produzem máquinas pesadas de terraplanagem, como guindastes, tratores e escavadeiras. As habilidades trabalhadas, no entanto, são relevantes para qualquer fábrica que trabalhe com produção e montagem de produtos. “O jogo cria uma experiência de imersão na qual os alunos entendem as habilidades profissionais e sociais do mundo do trabalho”, resume Nikita.
De acordo com os criadores, o game proporciona aos alunos uma noção de como funciona uma fábrica e os papéis de diferentes profissionais na produção; incorpora situações cotidianas que os empregados encontram e como isso os afeta; e demonstra sutilmente a importância do aperfeiçoamento profissional contínuo que é necessário para crescer profissionalmente.
Atualmente, a QUEST Alliance trabalha na elaboração de um vídeo que dará aos professores uma visão geral dos objetivos de aprendizagem do jogo, e será um tutorial de como docentes e alunos devem jogá-lo. Apesar de ter sido elaborado para estudantes do ensino médio, Nikita conta que pessoas de diversas idades têm se entusiasmado com o game.
A Quality Education and Skills Training (QUEST) Alliance é uma instituição sem fins lucrativos, fundada em 2005 como parte de um programa da International Youth Foundation (IYF), apoiado financeiramente pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID). Seu objetivo principal é auxiliar educadores e instituições de ensino a utilizar a tecnologia no ensino e aprendizagem. A sigla em inglês significa “Educação de Qualidade e Treinamento de Habilidades” (em tradução literal).
Fonte: Jornal do Brasil Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas