Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Atleta grega é cortada dos Jogos após comentário racista na web



A saltadora Paraskevi Papachristou, conhecida como Voula, 23, foi cortada da delegação olímpica da Grécia por conta de uma "brincadeira" (como ela mesma definiu) no Twitter. O comentário de teor racista foi publicado em grego. Depois ela se desculpou em inglês.

"Com muitos africanos na Grécia... pelo menos os mosquitos do Nilo ocidental vão comer comida caseira!", postou em seu microblog nesta quarta-feira, em referência ao vírus de mesmo nome que é transmitido por mosquitos infectados.

A grega Paraskevi Papahristou em ação no salto triplo durante o Europeu, em Helsinque, na Finlândia, no final do mês de junho
A publicação repercutiu negativamente e a atleta pediu desculpas via Twitter e Facebook.
"Gostaria de expressar minhas sinceras desculpas pela brincadeira de mau gosto. Estou muito arrependida e envergonhada pelo que aconteceu e pela repercussão. Nunca quis ofender ninguém ou desrespeitar os direitos humanos", escreveu no Facebook.
"Meu sonho está ligado aos Jogos Olímpicos e eu não poderia participar se não soubesse respeitar seus valores. Portanto, nunca poderia acreditar em discriminação entre seres humanos e raças", disse Paraskevi, que se desculpou com os membros da delegação.
O comitê olímpico grego decidiu pelo corte e explicou que a declaração da atleta vai na "contramão dos valores e pensamentos do movimento olímpico da Grécia". De acordo com a entidade, ela ainda está na Grécia e viajaria para Londres na próxima semana.
Voula faz parte da equipe de salto triplo e tem como melhor resultado o primeiro lugar no Campeonato Europeu sub-23 de 2009 (Lituânia) e 2010 (República Tcheca).
Neste ano, ela participou do Europeu em Helsinque, na Finlândia, e ficou com o 11º lugar na classificação geral, com a marca de 13,89 m --a primeira colocada foi a ucraniana Olha Saladuha, com 14,99 m.
Ainda ficou atrás de outras duas atletas da Grécia: Níki Panetta, sexta colocada (14,23 m), e Athanasía Pérra, sétima (14,23 m). As duas estão inscritas na Olimpíada.
O recorde mundial de salto triplo é de 15,50 m, enquanto o olímpico é de 15,39 m.
Reprodução/Facebook
Reprodução do Facebook de Paraskevi Papachristou
Reprodução do Facebook de Paraskevi Papachristou


Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/esporte/1125578-atleta-grega-e-cortada-dos-jogos-apos-comentario-racista-na-web.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas