Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Microsoft faz contagem regressiva para "matar" Windows XP


Sistema operacional lançado em 2001 vai deixar de receber suporte em 8 de abril de 2014. Foto: Wikimedia/Reprodução
Sistema operacional lançado em 2001 vai deixar de receber suporte em 8 de abril de 2014
Foto: Wikimedia/Reprodução
A Microsoft começou nesta semana a contagem regressiva de dois anos até que Windows XP pare de receber suporte e atualizações. O sistema operacional foi lançado em 2001, e a companhia de Redmond parou de vendê-lo em 2008. Por isso, em 8 de abril de 2014 ela não vai mais mandar updates para os usuários, que - sugere a desenvolvedora - devem pensar em migrar para o Windows 7.
A mesma contagem vale para o Office 2003, que deve ser mudado para o Office 2010, de acordo com a sugestão do blog oficial da Microsoft. "O Windows XP e o Office 2003 eram excelentes softwares quando foram lançados, mas o ambiente da tecnologia mudou", diz o texto, assinado por Stella Chernyak, ressaltando que os usuários hoje têm expectativas diferentes, e que o mesmo vale para as companhias - principalmente no que tange a mobilidade, segurança e confiabilidade.
Mas a migração não deve ser fácil. O TechCrunch cita dados do StatCounter de que mais de um terço dos PCs ainda rodam Windows XP hoje em dia, e foi só em outubro passado que o uso do Windows 7 se tornou mais comum que o do XP no mundo. No que diz respeito às companhias, por exemplo, 22% das empresas americanas rodam com o sistema operacional lançado há 11 anos.
"Agora você pode se perguntar - 'eu deveria esperar mais dois anos para migrar para as versões de Windows e Office que forem disponibilizadas?'", diz o post da Microsoft, respondendo à possível questão com um 'não'. A justificativa, para as empresas, é que a migração deve ser feita enquanto ainda há suporte para o XP e o Office 2003, além do que pode haver "ganho substancial de resultados" com os softwares já disponíveis.
Fonte: Tecnologia Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas