Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Whitney Houston morreu de afogamento acidental e uso de cocaína, diz legista


 

A cantora pop Whitney Houston morreu de afogamento acidental e de efeitos de uso de cocaína e problemas cardíacos, informou nesta quinta-feira o gabinete do legista de Los Angeles.
A cantora, que faleceu no mês passado aos 48 anos na banheira de um hotel de Beverly Hills, teve uma espécie de ataque do coração que causou seu deslizamento na água, informou o porta-voz da unidade forense, Craig Harvey.
"Temos uma doença cardíaca exacerbada pelo uso de cocaína que, combinados, resultou em seu afogamento", relatou à AFP. "Acreditamos que houve um evento cardíaco, complicado pelo uso de cocaína", antes de ela se afogar, completou.
O comunicado forense confirmou que existia cocaína no corpo da cantora no momento de sua morte, que foi descrita como um "acidente", enquanto a causa foi anunciada como afogamento e "efeitos de doença cardíaca aterosclerótica e uso de cocaína".
"Foi encontrada submersa em uma banheira coberta de água; (e foi detectado) consumo de cocaína", completou o comunicado.
"Não houve traumatismo nem há suspeita de crime", prosseguiu o comunicado, destacando que um relatório final do Instituto Médico Legal estará disponível no prazo de duas semanas.
Outras drogas foram encontradas no corpo da cantora, mas não contribuíram para a sua morte, tais como maconha, alprazolam (Xanax), ciclobenzaprina (Flexiril) e difenidramina (Benadryl), acrescentou.
Houston foi encontrada morta em 11 de fevereiro, na véspera da entrega do Grammy, maior prêmio da indústria da música, e a algumas horas de uma festa anterior à cerimônia realizada no hotel onde ela faleceu.
As especulações sobre sua morte apontavam para uma combinação letal de remédios, drogas e álcool.
Intérprete de sucesssos como "I Will Always Love You", a cantora vendeu 170 milhões de álbuns ao longo de 30 anos de carreira, mas travou uma longa luta contra o uso de drogas e medicamentos, enquanto tentava manter vivo o talento para os palcos.
Houston foi enterrada uma semana depois de sua morte em Nova Jersey, depois de uma emotiva cerimônia de despedida na igreja batista na qual cantava quando era criança e que foi transmitida globalmente.
Fonte: AFP/OMG Yahoo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas