Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Sobe para 49 número de mortos em acidente de trem em Buenos Aires


AE
Um ferido é transportado para atendimento após o acidente - Damian Dopacio/Efe
Damian Dopacio/Efe
Um ferido é transportado para atendimento após o acidente
BUENOS AIRES - Pelo menos 49 pessoas morreram em um acidente com um trem cheio de passageiros que bateu na movimentada estação ferroviária Once, em Buenos Aires, nesta quarta-feira, 22. A informação é do jornal argentino Clarín, que cita o porta-voz da polícia local como fonte. De acordo com o diário, uma jornalista viu a retirada dos primeiros corpos.
De acordo com agências de notícias, o número de feridos é de 675 pessoas. Mais cedo, o secretário dos Transportes local, J.P. Schiavi, falava em 340 feridos. O Clarín, contudo, fala em mais de 600 feridos. Segundo a Embaixada do Brasil em Buenos Aires, não há informações sobre brasileiros entre os mortos ou feridos até o momento.
Aparentemente, o trem chegou ao local em alta velocidade e bateu contra a barreira no final da plataforma, danificando seriamente o primeiro e segundo carros da composição. "Ainda há pessoas presas nos destroços, pessoas vivas e pode haver mortos. Mas não sabemos se há mortos" nas ferragens, declarou Schiavi, mais cedo, aos jornalistas.
O trem estava a cerca de 20 quilômetros por hora quando atingiu a barreira, declarou Schiavi. Um dos carros entrou seis metros dentro do outro, disse ele. O carro mais atingido foi o primeiro, onde os passageiros podem levar bicicletas. Sobreviventes disseram ao canal Telenotícias que muitas pessoas ficaram feridas num amontoado de metal e vidro.
Passageiros disseram que janelas explodiram quando o teto do trem se separou do restante do carro. Os trens costumam estar cheios neste horário, com pessoas em pé entre os assentos. Muitas foram jogadas umas contra as outras e caíram no chão com o impacto da batida.
Várias pessoas sofreram escoriações e ferimentos leves e ainda esperavam socorro na plataforma da estação, enquanto helicópteros e mais de uma dezena de ambulâncias levavam os feridos mais graves para hospitais próximos.
Fonte: Estadão.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas