Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

São Tomé e Príncipe: Japão concede ajuda alimentar de 2,4 milhões de euros





MYB - Lusa

São Tomé 23 fev (Lusa) - Os governos são-tomense e japonês assinaram hoje um acordo de ajuda alimentar a São Tomé e Príncipe para 2012 no valor de 2,4 milhões de euros.

O documento foi rubricado pelo ministro são-tomense das Finanças e Cooperação Internacional, Américo Ramos, e pelo embaixador nipónico acreditado no arquipélago, Massao Kobay Ashi.

O Governo manifestou "profunda gratidão" pelo donativo que vai ser vendido às populações e cujo fundo de contrapartida será destinado a financiar obras de carácter social.

"A nossa gratidão é ainda maior neste momento em que o povo japonês está engajado na reconstrução do que foi destruído pelas calamidades registadas no ano transato", disse Américo Ramos, referindo-se ao sismo e tsunami de 11 de março, que deixou entre 12 mil e 20 mil mortos.

"Apesar desse trágico acontecimento não deixou de apoiar os países com dificuldades, como é o caso de São Tomé e Príncipe", acrescentou o ministro são-tomense.

Para o governo, o objetivo da ajuda alimentar japonesa "não traduz apenas a luta contra a penúria ou melhoria da segurança alimentar", mas também "contribuir para o desenvolvimento económico e social do país através de fundo de contrapartida gerado pela venda do arroz a população".

"Desde há vários anos que o Japão oferece a sua assistência para encorajar os esforços de do governo são-tomense na sua difícil luta pelo desenvolvimento económico e social", lembrou Massao Kobay Ashi.

O diplomata sublinhou ainda que essa ajuda alimentar em forma de donativo do arroz destina-se a "responder às necessidades de urgência e da penúria causada pela crise alimentar".

Fonte: Página Global

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas