Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Direcione as suas forças para o agora


Por Juliana Garcia
Viver o agora é o convite que a vida lhe faz a cada amanhecer. O sol nasce e nos diz, assim todo amarelo e reluzente, que um novo dia está chegando e que o dia anterior já se foi. Ele diz com seu calor: Viva o agora! Viva o hoje que acaba de chegar! Toma esse presente, que é todo seu!
No entanto, nossa mente insiste em nos manter na ilusão, do ontem e do amanhã. Eles só existem em nossas construções mentais, o único tempo real e que está ao nosso alcance é esse minuto, esse instante. O futuro? Uma série de presentes vividos (bem ou mal vividos, essa é sua escolha). O passado? A lembrança registrada em nossa mente, de todos os hojes que vivemos e nos trouxe até aqui. Evitamos as grandes verdades para seguirmos anestesiados por nossas ilusões.
Vamos protelando com dezenas de "amanhã eu faço", "depois eu vou", mas... se não houver amanhã? E se hoje fosse seu único dia? Seguiria dessa maneira? Você continuaria dando as mesmas velhas desculpas? Permaneceria com esse mesmo estilo de vida? Cumpriria a mesma agenda? Quais seriam as suas prioridades? Com quem entraria em contato primeiro? Que projetos sairiam das gavetas? Quais seriam as cores, quais seriam os sabores e os aromas desse seu único dia?

A ESCOLHA É TODA SUA

Talvez você escolhesse vencer a preguiça, colocaria aquela roupa mais confortável e caminharia por aquele parque arborizado. Quem sabe pegaria a boa e velha agenda de papel, procuraria os contatos daquelas pessoas especiais e telefonaria para dizer "olá". Procuraria aqueles perfumes, cremes, sabonetes, aquelas porcelanas, aquelas roupas, aquelas coisas bonitas que guarda para ocasiões especiais e usaria todos, agora mesmo! Escolheria não se importar tanto com o vizinho, com o carro ao lado, com o telefone tocando sem parar, com aquela obra na rua em frente. Olharia com novos olhos para as pessoas ao seu redor e se aproximaria com mais e mais carinho. Marcaria aquele café com os amigos e iria visitar a avó querida que vive dizendo que tem saudades. Faria uma pausa maior para respirar profundamente e ficaria alegre por sentir seu coração bater.
E se eu te disser: sim, hoje é seu único dia mesmo! O amanhã será outro hoje, quando amanhecer. Mas até lá... Só existe o hoje, o agora, esse instante.
"O amanhã será outro hoje, quando amanhecer. Mas até lá... Só existe o hoje, o agora, esse instante."
Como você escolhe vive-lo? Como vai querer lembrar desse hoje quando o amanhã chegar? Gaste menos energia com o que foi ou o que virá e direcione sua força para o tempo que está aqui e agora. A escolha é toda sua, tome-a nas mãos.
Fonte: Personare

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas