Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Mascherano cita Palmeiras-1999 e afirma: Barça não é favorito


Mascherano cita Palmeiras-1999 e afirma: Barça não é favorito
Com a experiência de quem já atuou no futebol brasileiro, o volante do Barcelona Mascherano mostrou bastante conhecimento sobre a equipe do Santos e deu uma série de argumentos para dizer que os campeões europeus não são favoritos na partida de domingo, que colocará em jogo o título mundial.

Para fundamentar sua ‘tese’, o ex-jogador do Corinthians citou até o arquirrival Palmeiras e a decisão do Mundial de 1999, quando o Manchester United se sagrou campeão, mas para muitos foi inferior ao time de Palestra Itália durante os 90 minutos.
“Não gosto de me colocar como favorito. Houve finais como Palmeiras e Manchester United e não creio que o Palmeiras tenha sido o favorito antes do jogo. O Manchester tinha sua equipe, suas estrelas. Em uma final não conta muito o favoritismo. Temos que fazer o que fazemos sempre.”

O que preocupa o argentino é o poderio ofensivo do Santos. E Mascherano não conhece apenas o “midiático” Neymar. “Hoje em dia se conhece tudo. Obviamente o poderio está no ataque. Tem um jogador que com 19 anos é conhecido em todo mundo, é muito midiático, todo mundo já sabe quem é, que os grandes times brigam para ter, como Neymar.” 

“Mas também tem um jogador que não é tão reconhecido, como Ganso. Talvez midiaticamente. Mas nós que somos da América do Sul sabemos da sua qualidade. E depois tem jogadores com experiência, como Edu Dracena, que já enfrentei, Léo, que ontem não jogou. Tem uma equipe bem armada, tem Elano.”

Por mais que o companheiro de time Thiago Alcântara tenha dito que o Mundial é mais importante para os sul-americanos - "a América do Sul dá muito mais valor ao Mundial de clubes que qualquer outro lugar do mundo" -, Mascherano novamente colocou o Barça em pé de igualdade ao Santos e disse: "Nós damos a mesma importância. A mesma vontade que eles tem nós temos. Para nós é tão importante como para eles.

Fonte: Espn.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas