Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

20 anos da morte do baterista Eric Carr

Eric Carr
Há exatos 20 anos, aos 41 anos de idade, morria, na mesma data em que também falecera Freddie Mercury, vocalista do Queen, um dos grandes nomes do rock de arena. Eric Carr, o talentoso baterista do Kiss, não resistiu a um câncer no coração.
Nascido Paul Charles Caravello, no dia 12 de julho de 1950, em Nova York, Eric se juntou à banda norte-americana no final da década de 1970, quando Peter Criss, batera da formação clássica do Kiss, deixou seu posto. 

Eric nasceu em família de músicos e tinha, como algumas de suas referências musicais  John Bonham e Ringo Starr. No ano de 1980, inscreveu-se para um teste com o KISS, participando das audições e sendo escolhido como novo baterista da banda após concorrer com mais de 2000 candidatos. 
Eric Carr possuía um estilo pesado de bater no instrumento, utilizando, geralmente, grandes kits de bateria - muitas vezes com três bumbos.
Gravou sete discos de estúdio com o Kiss, dentre eles clássicos como Creatures of the Night (talvez o melhor disco da banda durante seu período), Lick it Up e Hot in the Shade. Trabalhou ainda com Bryan Adams e Ace Frehley. 
Em memória do inesquecível baterista, vejam abaixo o último clip que o mesmo gravou com o Kiss. A canção, "God Gave rock'n roll to you" (um cover de um hit de 1973 da banda Argent), posteriormente, acabou se transformando numa grande homenagem ao músico e em um dos hinos da banda.

Fontes: Terra (música)/SL Revista Eletrônica/Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas