Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

domingo, 18 de setembro de 2011

Whitesnake e Judas Priest encerram turnê no Brasil (parte I)

Judas Priest em Brasília


A noite de quinta-feira (15/09) em Brasília foi de despedidas e celebração. Várias gerações de fãs se fizeram presentes ao Ginásio Nilson Nelson para prestigiar duas das bandas que marcaram a época de ouro do heavy metal. Juntas, as bandas britânicas Whitesnake e Judas Priest se apresentaram para um grande público que cantou e vibrou com seus grandes sucessos.

Quem abriu a noite foi o Whitesnake. Liderada pelo vocalista David Coverdale, num show de pouco mais de uma hora de duração, a banda apresentou em seu set list várias canções de seus trabalhos mais antigos, bem como músicas do seu recente álbum “Forevermore”.




Apesar de mais curto, o show agradou aos adeptos do bom e velho hard rock ao estilo americano, como sempre gostou de fazer a banda. No repertório, músicas como “Best Years” – que, logo na abertura, pôs o público para agitar com o peso das guitarras – “Give me All Your Love”, “Love A’int no Stranger”, “Still of the Night”, dentre outras, foram cantadas pelo público amante do grande hard rock que marcou a carreira do grupo. Como não poderia deixar de ser, “Is This Love” trouxe aquele momento romântico ao show, uma das marcas do Whitesnake e, sem dúvida, uma das músicas mais conhecidas da banda, mesmo em meio ao público não roqueiro.

Destaque para a excelente formação atual do Whitesnake. Doug Aldrich (guitarra), Reb Beach (guitarra), Michael Devin (baixo) e Brian Tichy (bateria), deram um show a parte, mostrando que não deixam nada a desejar se comparados aos lendários músicos que já integraram a banda, gente do naipe de  Micky Moody, John Sykes, Sete Vai, Rudy Sarzo, Ian Paice e Cozy Powel. Prova disso foram os dois momentos em que seus músicos brilharam com mais destaque. O primeiro, num duelo de guitarras entre Aldrich e Beach, mesclando peso, técnica e criatividade. O segundo, após a execução de “Love Will Set You Free”, onde o batera Brian Tichy disse ao que veio, num solo interessantíssimo, unindo ritmo, força e grandes doses de acrobacia com as baquetas, com direito até a um “momento John Bonham”, em que “esmurrou” seu instrumento solando apenas com as mãos.

No mais, o Whitesnake foi um bom aperitivo para os donos da noite.


Marcando presença no show


Logo Whitesnake


Coverdale em ação


David Coverdale

Brian Tichy









Momento solo (duelo de guitarras)

Momento solo (duelo de guitarras)







Fotos: Rogério Rocha.


Num futuro post comentaremos o show do Judas Priest, com fotos e vídeos sobre o evento. Aguardem!
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas