Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Dia Municipal do Reggae abre programação do aniversário de São Luís

Paredões de radiolas, deejays, cantores, dançarinos e amantes do reggae têm encontro marcado nesta segunda-feira (05), a partir das 18 horas, na Praça Maria Aragão. Na noite de abertura das comemorações do aniversário de São Luís, a Prefeitura homenageia o ritmo que conferiu à cidade o título de ‘Jamaica Brasileira’ e inspirou a criação do Dia Municipal de Regueiro.

A programação, elaborada pela Fundação Municipal de Cultura (Func) juntamente com a Comissão Integrada do Reggae (CIR), terá a participação da Radiola Naty Nafson, Izinho PQD, Power System, Garotinho Beleza, Star Disco e Urubatan, Banda Guethos, Paulinho Akomabu, Frank Wilir/ Clube do Vinil, Filhos de Jah, Luis Carlos Guerreiro, Levi James, Jorge Black, Grupo De Dança Afro Malungos (Gdam), Mega Vibes, Capital Roots, Santy Luis, Nega Glícia, Banda Kazamata, Santa Cruz, Irie Disco, Ery Jamaica, Raiz Tribal e Neto Alves.
Além das apresentações, haverá também a justa homenagem ao deejay Cabeludo, um dos representantes da introdução e divulgação do reggae, que por 23 anos ajudou a disseminar as ‘pedras’ nos paredões das radiolas por todo o Maranhão.
“A homenagem ao reggae e ao deejay Cabeludo se consolida como uma forma de contemplar um dos ritmos mais expressivos da cultura local, que garantiu a São Luis o título de capital Brasileira do Reggae ou Jamaica Brasileira. A noite do reggae, porém, não é uma programação que suscita homenagem de forma resumida, mas é uma menção a todos os produtores que, com suas “radiolas” de reggae gigantescas, propagam música de qualidade e alegria por onde passam”, destaca o presidente da Func, Euclides Moreira Neto.
Com o tema: “São Luís 399 anos – já estamos em ritmo de 400”, a Prefeitura de São Luís preparou entre os dias 05 e 08 de setembro, uma grande festa para comemorar os 399 anos de São Luís, período que marcará também o ponto de partida para a celebração de seus quatro séculos.
O homenageado - Em 1976, o reggae chega a São Luís, vindo da Guiana Francesa, com o disco Galaxy do grupo Toyota, caracterizado como música negra, talvez a razão da facilidade com que foi absorvido já que São Luís é a 2ª capital brasileira com maior número de habitantes afro descendentes.
José Ribamar Maurício da Costa, conhecido como “Carne Seca”, é considerado o introdutor do reggae em São Luís. Titular da empresa “Sonzão do Carne Seca”, ele começou em 1951 com as chamadas “Pick Up’s”, as antecessoras das atuais “radiolas”. E, em 76 participou da disseminação da nova música que animaria as festas da capital. Porém, em 02 de julho de 1999, ‘Carne Seca’ falece vítima de um derrame cerebral em São Luís.
Um de seus Deejay´s, que viu como tudo aconteceu, ou melhor, participou de tudo, o Deejay Cabeludo, nascido Manoel Passos da Silva Filho, um dos representantes dessa introdução e divulgação do reggae, será o grande homenageado da noite do reggae na Programação que comemora o 399º Aniversário de São Luís.
‘Cabeludo’ trabalhou com ‘Carne Seca’ por 23 anos e ajudou a disseminar as ‘pedras de responsa’ nos paredões de reggae por todo o Maranhão. Hoje com 63 anos de idade, já não anima mais as festa de reggae e tem por ofício motorista.
O Reggae - é um gênero musical que tem suas origens na Jamaica, mas na década de 70, espalhou-se pelo mundo. Apresenta um ritmo dançante e suave, porém com uma batida bem característica. A guitarra, o contrabaixo e a bateria são os instrumentos musicais mais utilizados. As letras das músicas de reggae falam de questões sociais, principalmente dos jamaicanos, além de destacar assuntos religiosos e problemas típicos de países pobres.
Em São Luís, conhecida com “Jamaica Brasileira”, verdadeiros paredões de radiolas comandam os passos e compassos dos amantes do reggae, que lotam os salões. Os DJs, na maioria, grandes colecionadores de vinis e fitas contendo raridades do reggae nacional e internacional, lançam as “pedras de responsa” e fazem os corpos colados, em sincronia absoluta, dançarem a noite inteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas